segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Uma Carta Para Meus Amigos da Escola...


"Esse ano as coisas aconteceram de forma diferente para mim. Talvez tenha sido um ano incrivel, onde eu aprendi muitas e muitas coisas. Acho que vocês também, ou não. Eu queria compartilhar um tempo mais essas coisas com vocês, sei lá. Não me perguntem o por quê, mas foi um ano bom e agravavél. uma porção de coisas. De tantos aprendizados, aprendi três coisas importantes. Então resolvi coloca-las no papel e ler para vocês.

A primeira coisa que aprendi foi que a escola é como uma floresta, uma selva. Porém, diferente do que muitos pensam, a lei da selva não é matar para sobreviver, e sim levar e pegar o que se precisa para se manter vivo. A gente pode contar varias historias para tentar agradar todos, a gente pode fingir que não está aqui - talvez por tímidez ou outras coisas - a gente pode vestir a roupa que for, fazer o que for, mas as pessoas só vão acreditar se for verdadeiro. De sentimento e coração. Não importa se a verdade seja chata ou estranha. Só a verdade vale. E isso é bem difícil.

A segunda é que todos somos diferentes, não melhores que os outros. Tem aquelas que parecem não se importar com as coisas, só se for a própria aparência, mas se você as conhece melhor vê que elas são legais. Não só menininhas. São quase mulheres, né? Independente do tamanho. Só precisariam levar as coisas um pouco mais a sério. Mas quem sou eu para julgar esses brotinhos delicias.
Tem os Anônimos, aqueles que se sentam nos mesmos lugares, que ninguém mexe. Pessoas simples e encantadoras. Talvez com um volume de voz muito baixo, mas todo mundo é diferente. Só colocar óculos que melhora.
Tem o pessoal da zorra, sem muitos comentários ou qualquer quote engraçado. Nem sempre são idiotas o quanto a gente imagina. Dá até para encontrar um grande amigo entre eles. E por fim tem aqueles que a gente gosta - me desculpem o uso da palavra - mas foda-se. A gente gosta deles. Estranhos, altos, baixos, loucas, loucos e sei lá mais o que.

Agora a terceira, mas não menos importante, coisa que aprendi com vocês. Por tudo e por todos, pelas circunstâncias e ações. Nós só temos dezessete anos. Não precisamos ser tão sérios, ou tão bobos. As coisas vão acontecer. Nós vamos fazer as coisas acontecerem. Não porque a professora de historia disse que nós temos ou porque está no nosso destino. Nós vamos fazer fazer isso por nós. Nós podemos fingir que não vemos as coisas, que brigar com um amigo por uma coisa que nós nem sabemos como aconteceu. A gente pode tomar atitudes precipitadas por achar que as pessoas são de um jeito, mas elas não são. Nós só temos dezessete anos. Tem muita coisa por aí, nesse estradão. Mas nós só vamos levar as coisas boas. Eu quero levar esses amigos. Para sempre.
É disso que eu queria falar com vocês. Eu tive que colocar no papel.

Esse foi um ano incrível, o que ano que vem também vai ser. Mas por enquanto, são essas coisas boas que eu quero vocês sintam. E que tudo seja bem melhor.


Com muita gratidão, Kabe Rodrigues H.F.

4 comentários:

Mari disse...

nossa que bonito
ficou muuito legal *-*
ain eu gostei tanto :D
parabéens beeijinhos

wends disse...

amei, kah *.*

She's Delilah. disse...

Eu esqueci a senha do meu outro blog, alok. ;; But, 'seventeen ain't so sweet...' A verdade é que a vida é uma só e tudo que você conseguir juntar durante esse trajeto vai ser ótimo. Muitas coisas ruins vão acontecer, mas as boas vão estar lá pra mostrar que nem tudo tá perdido. cada ano é sempre melhor que o passado, ou não. Cada novo amigo que você conhece é sempre alguém por quem vale a pena você se ferrar um pouco, mesmo que depois você se arrependa amargamente. Se tem uma coisa que posso dizer é que a cada dia que percebo o quanto especial meus amigos são, melhor é a vida. Uma das melhores coisas pra mim foi a escola... Não tem idéia do que vocêé pra mim, amigo. <3

Laiseth disse...

Caraca. Como você escreve bem! Te sigo no twitter faz um tempo, mas nunca tinha notado esse seu lado. Se tudo que tem aqui foi por sua autoria mesmo, invista, você tem o dom da... da literatura, da poesia. Que seja. É um dom que eu não tenho, mas super invejo.

Anyway, "que tudo seja bem melhor"! Para todos nós.

LEIA O LIXO, RECICLE AS IDEIAS.